Joana Bicho - Psicóloga | Sobre os Sintomas
20823
page,page-id-20823,page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-2.3.1,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Os ataques de pânico, as depressões, as fobias, as obsessões, e os mais variados sintomas são formas que o nosso aparelho psicológico “arranjou” para se defender de situações prolongadas de stress, de ansiedade, originadas por conflitos internos e externos inerentes ao desenvolvimento humano, Isto é, a mente “fez o que pode”para se proteger de angústias difíceis de serem “tocadas”, faladas ou pensadas. É precisamente pela existência dessas angústias desconhecidas – mas sentidas – que os mais variados sintomas surgem, por vezes, de forma avassaladora, e é aí que a vida perde o encanto e a côr.

O ser humano está em constante mudança e adaptação e interioriza estratégias/defesas que, por vezes, podem não ser as mais saudáveis e originarem sofrimento. Assim, o que realmente importa é compreender o adoecer psicológico, perceber o que escondem os mais variados sintomas e tentar chegar à problemática central que está a provoca o mal-estar. A psicoterapia possibilita dar nome a esses estados mais recônditos e consequentemente que os sintomas desapareçam.